domingo, 3 de dezembro de 2017

Resfriamento do Oceano Pacífico ainda não é garantia de boa quadra invernosa no Ceará

Evento em que a meteorologista explica sobre o assunto
Apesar de o sábado (2) amanhecer nublado e com uma temperatura agradável em praticamente todo o Estado, com temperatura média de 29°C, o quadro meteorológico ainda não assegura boas chuvas na próxima estação chuvosa no Ceará. Conforme a meteorologista Meiry Sakamoto, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o efeito climatológico atual não interfere no principal fator das precipitações na região, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

A especialista explicou como esses fenômenos funcionam aos membros do Comitê Gestor da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Banabuiú (CSBHB), na última reunião deste ano, realizada em Quixeramobim. Meiry Sakamoto apresentou as tendências meteorológicas para a quadra chuvosa do próximo ano. Ela confirmou indícios do surgimento do La Niña, todavia, o fenômeno natural que, oposto ao El Niño, consiste na diminuição da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Tropical Central e Oriental, é apenas um dos indicadores positivos das chuvas.

Apesar do entusiasmo dos representantes do Comitê com boas chuvas para o próximo período chuvos, expectativa gerada por outros institutos meteorológicos, anunciando o resfriamento do Oceano Pacífico, ressaltou a meteorologista ainda ser cedo para começar a comemorarem. É preciso aguardar mais um pouco e torcer para a ZCIT descer um pouco mais para o hemisfério sul. É através desse fenômeno que as chuvas chegam a todo o território cearense, acrescentou a meteorologista. Fonte: Diário Sertão Central

Nenhum comentário:

Postar um comentário